População ocupada na agropecuária chega ao menor nível desde 2012, diz Cepea


Em um ano, são 580 mil profissionais a menos no setor, ficando abaixo de 8 milhões de pessoas. Segundo pesquisadores, cenário que pode estar atrelado aos efeitos da Covid-19 na economia. Colheita café máscara coronavírus Elói Mendes

A população ocupada na atividade agropecuária chegou ao menor nível observado para um trimestre desde 2012, de acordo com estudo divulgado nesta quarta-feira (1) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) da USP.
Segundo o Cepea, no período de março a maio, são 7,99 milhões de pessoas ocupadas no setor, sendo o menor número observado para um trimestre desde desde que essa avaliação começou a ser feita, em 2012. O estudo foi baseado nos números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do IBGE.
“Frente ao trimestre móvel imediatamente anterior (fevereiro, março e abril), a redução foi de 2,1% ou de 173 mil pessoas (a menos). Em relação ao mesmo trimestre móvel de 2019, a queda foi de expressivos 6,8%, o equivalente a 580 mil pessoas (a menos na atividade)”, diz o Cepea.
Gráfico mostra número de pessoas ocupadas na atividade agropecuária
Cepea
A pesquisa afirma que o cenário “deve estar atrelado” aos efeitos da pandemia da Covid-19 no setor, o que afeta também a mão de obra.
Expectativa frustrada
Desemprego fica em 12,9% e taxa de subutilização é de 27,5%
A pesquisa diz ainda que, em relação à expectativa de ocupação no período, a queda foi de 4,4%. Ou seja, 365 mil pessoas deixaram de ser contratadas neste período.
Os pesquisadores do Cepea ressaltam que é usual observar diferenças de até 200 mil pessoas entre trimestres, mas que esta foi a primeira vez que o choque ficou superior a 300 mil pessoas.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line