Paraíba passa de mil mortes por Covid-19 em menos de 100 dias


Número de mortes chegou a 1.002 na quarta-feira. G1 analisa os dados epidemiológicos divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado. Avanço do novo coronavírus (Covid-19) na Paraíba

Menos de 100 dias depois que a primeira morte causada pelo novo coronavírus (Covid-19) foi confirmada na Paraíba, em 30 de março de 2020, o estado passou a marca dos mil mortos pela doença na quarta-feira (1º). Conforme os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), dos 48.175 casos confirmados da doença no estado, 1.002 resultaram em morte dos pacientes. O G1 analisou os dados disponíveis no boletim epidemiológico do estado.
Memorial das vítimas de Covid-19
Curva de contágio: evolução de casos confirmados, mortes, gráficos e dados
Saiba o que fazer se apresentar sintomas de contaminação na Paraíba
Desde o último balanço feito pelo G1, em 29 de maio, quando a Paraíba passou a marca dos 300 casos, foram registradas 684 novas mortes, ou seja, foram quase 700 mortes apenas no mês de junho.
A primeira morte oficialmente registrada no estado foi a de um homem de 36 anos, com diabetes, que morava em Patos. Ele apresentou os primeiros sintomas no dia 25 de março e foi internado em um hospital no município. No dia seguinte, foi transferido para João Pessoa com suspeita de Covid-19, que foi confirmada no dia 30 de março. Um dia depois, ele morreu em decorrência da doença.
Apesar deste ter sido o primeiro registro, a morte mais antiga pelo novo coronavírus na Paraíba aconteceu no dia 23 de março. Uma mulher de 95 anos, cujos sintomas apareceram no dia 19 de março, morreu em João Pessoa. O resultado do teste saiu algum tempo depois da morte.
Danilo Barros, marido de Quézia Leite, chegou a tirar uma última foto com a esposa quando apresentou os primeiros sintomas de Covid-19
Arquivo Pessoal/Danilo Barros
Em relação ao início dos sintomas, o caso em que a vítima apresentou os sintomas mais cedo foi o da servidora pública Quézia Leite Batista, de 34 anos, que morreu em João Pessoa no dia 24 de março. Ela não tinha comorbidades e apresentou os primeiros sintomas no dia 13 de março.
A confirmação da morte de Quézia saiu após o primeiro teste e a contraprova para a doença terem dado inconclusivos. Quézia trabalhava na maternidade Frei Damião, em João Pessoa.
Ao analisar os óbitos por Covid-19 na Paraíba pela data da morte, é possível perceber que o dia 25 de maio foi o que teve mais mortes registradas. Neste dia, 30 paraibanos morreram vítimas do novo coronavírus. No gráfico das novas mortes por Covid-19 por dia, considerando a data da confirmação do diagnóstico, a terça-feira (30) foi a que apresentou mais mortes, com 46 em um só dia.
O gráfico dos óbitos por Covid-19 por faixa etária disponibilizado pela Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba mostra que o índice de mortes vai crescendo de acordo com o aumento da idade.
A maior parte das pessoas que morreram por Covid-19 na Paraíba tinha mais de 60 anos, sendo que a faixa etária mais atingida foi a de 80 anos ou mais, com 297 mortes. Até a terça-feira, foram 298 mortes registradas em pessoas até 59 anos e 704 mortes em pessoas com mais de 60 anos.
Até esta quinta-feira, os pacientes mais novos a morrerem por Covid-19 na Paraíba tinham quatro e cinco meses de idade. Foram os casos de uma menina, que morava em Taperoá e apresentou sintomas no dia 28 de março, morrendo no dia 11 de abril, ela tinha quatro meses de idade. E também um bebê de cinco meses, da cidade de Cuitegi, que era cardiopata, apresentou sintomas no dia 25 de abril e faleceu no dia 14 de maio.
Duas pessoas com mais de 100 anos foram as vítimas mais velhas da Covid-19 na Paraíba. Em ambos os casos, as pessoas moravam em João Pessoa e não tinham comorbidades. A primeira vítima foi uma mulher de 107 anos que apresentou sintomas em 13 de maio e morreu cinco dias depois. Já o caso mais velho é o de um homem de 110 anos que apresentou sintomas no dia 17 de maio e morreu 10 dias depois.
Mais de 100 cidades da Paraíba já registram mortes por Covid-19 até esta quinta-feira. No total, 108 cidades, de todas as regiões do estado, já confirmaram mortes de pacientes pelo novo coronavírus. A região mais afetada, assim como nos casos confirmados, é a Região Metropolitana de João Pessoa, com 579 dos 1.002 casos (57,7%). Todos os 12 municípios da região apresentam mortes.
João Pessoa, sozinha, concentra 345 das 1.002 mortes na Paraíba. Já Campina Grande é a segunda cidade com maior número de mortes, com 115 registrados até o último boletim.
Quase 60% das mortes por Covid-19 na Paraíba eram de homens, com 592 vítimas. As mulheres representam pouco mais de 40% das mortes, com 410 óbitos.
A maior parte dos pacientes que morreram por Covid-19 na Paraíba tinham hipertensão, diabetes ou eram cardiopatas. Segundo os dados da SES, 337 tinham diabetes, 321 tinham hipertensão e 182 eram cardiopatas, sendo que várias delas apresentavam duas ou mais comorbidades.
Também há registros de mortos que tinham obesidade, doenças neurológicas, doenças renais, doenças respiratórias, doenças hepáticas, doenças do aparelho digestivo, doenças hematológicas, transtorno mental, imunossupressão, neoplasia, tabagismo, etilismo, entre outros.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line