Homem é preso por morder, torturar e manter companheira em cárcere privado em Itaperuna, RJ

Segundo a Polícia Civil, a vítima contou que ele queria forçá-la a confessar uma suposta traição. A polícia disse que o homem também espancou o sobrinho da vítima com um chicote e resistiu à prisão. Um homem foi preso em flagrante nesta sexta-feira (20) em Itaperuna, no Noroeste do Rio, por policiais Civis e Militares, pelos crimes de tortura, cárcere privado, ameaça e injúria, na forma da lei Maria da Penha. Segundo a Polícia Civil, o homem durante a tortura chegou a dar mordidas na companheira para que ela confessasse uma suposta traição.
Segundo o delegado Filipi Poeys Lima, a vítima ficou em cárcere privado por 5 dias. A polícia informou que um sobrinho da vítima foi agredido. Ele também teve o rosto e braço mordidos e foi espancado com um chicote.
Segundo a Polícia Civil, a vítima fez exame de corpo delito e foram constatadas as lesões.
Após o cruzamento de dados do Setor de Inteligência, os agentes seguiram até a residência do acusado, que ao ser informado da ordem de detenção, resistiu e trancou sua casa, ameaçando explodir botijões de gás. Após quase duas horas de negociações, os policiais conseguiram realizar a prisão.
Ainda segundo o delegado, o agressor está preso temporariamente e o inquérito está sendo finalizado neste domingo (22), mas foi pedida a conversão da prisão temporária em preventiva.

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line