Em 22 anos, Hospital do Trabalhador atendeu 1,2 milho de traumas

Em 22 anos, Hospital do Trabalhador atendeu 1,2 milh
O pronto-socorro do Hospital do Trabalhador (HT), de Curitiba, completa nesta semana 22 anos. Inaugurado em 1998, o serviço já atendeu mais de 1,2 milhão de traumas.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, destaca que o HT é referência internacional em atendimento de traumas e emergências. “Durante estes 22 anos, muitas vidas foram salvas graças ao serviço prestado pelo HT, por isso, reconhecemos a todos os profissionais envolvidos e destacamos a excelência no trabalho realizado”, afirmou o secretário.

Segundo o diretor do Complexo Hospitalar do Trabalhador (CHT), Geci Labres de Souza Júnior, o HT se tornou o maior pronto-socorro público do Paraná, sendo considerado um dos melhores do país. O dia do aniversário foi 29 de junho.

“Referência para a população de Curitiba e Região Metropolitana, o hospital que é o mais importante centro de trauma do Estado, reconhecido mundialmente, realiza em média 70 mil atendimentos no pronto-socorro por ano”.

HISTÓRICO – De 1998 até agora, o HT realizou mais de 4,2 milhões de atendimentos. Além da assistência hospitalar, a unidade também realiza consultas e exames ambulatoriais, além de partos de gestantes de alto risco. O HT é ainda um hospital de ensino, sendo campo de estágio e residência nas áreas de medicina, enfermagem, fisioterapia, terapia ocupacional, farmácia, entre outras.

“A abertura do pronto-socorro do HT foi consequência de um projeto inovador firmado entre a Secretaria da Saúde, a Universidade Federal do Paraná e sua Fundação (Funpar) e a Secretaria de Saúde de Curitiba. A iniciativa visou o atendimento de pacientes vítimas de traumas, além do desenvolvimento de atividades acadêmicas com alunos e residentes de medicina”, afirmou o chefe do serviço de cirurgia geral e diretor acadêmico do hospital, Iwan Collaço.

QUALIFICADOS – De acordo com ele, os objetivos das instituições parceiras foram alcançados. “Os pacientes que chegam ao PS do HT são atendidos por equipes profissionais altamente qualificadas, dentro de uma estrutura planejada, e com equipamentos essenciais a esse tipo de atendimento. Essas equipes também proporcionam além do atendimento técnico, um cuidado com os aspectos psicológicos e pessoais desses doentes”, comentou.

Ele explica que o corpo clínico do hospital está comprometido com a assistência médica, ensino, pesquisa e com valores que visam desenvolvimento científico e compromisso social.

COVID-19 – Desde o início da pandemia no Paraná, o Hospital do Trabalhador também foi preparado para realizar o atendimento com espaços exclusivos para pacientes suspeitos ou confirmados com a doença.

“Neste momento, em meio à pandemia que vivemos, o HT se adequou as novas condições e se tornou também uma das maiores unidades de atendimento ao coronavírus no Paraná”, afirmou o secretário Beto Preto.

Dados da equipe de Regulação de Leitos da Secretaria da Saúde apontam que o hospital possui atualmente 22 leitos de UTI adulto e 34 de enfermaria, exclusivos para atendimento Covid-19. Já o CHT, somou nesta terça-feira (30), 74 leitos de UTI adulto e 66 de enfermaria.

No período de 27 de fevereiro a 28 de junho, o CHT já atendeu 1.312 casos relacionados ao coronavírus. Destes, 267 casos foram confirmados, prevalecendo à faixa etária de 60 anos ou mais em 39% dos pacientes.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line