É um evento sem precedentes na história da Celesc, diz empresa sobre tempestade

Fotos: Prefeitura de Florianópolis

No pico da tempestade causada por um ciclone bomba, metade dos moradores de Santa Catarina ficou sem energia elétrica. Na manhã desta quarta-feira (1º) a maior parte das ocorrências em Florianópolis está concentrada no Norte da Ilha. No corte das 8h, 52 mil unidades consumidoras permaneciam sem energia em toda a Capital.

Pablo Cupani, diretor de geração da Celesc, disse ao Bom Dia Santa Catarina, da NSC TV, que a ocorrência gerada pelo ciclone é inédita na história da Celesc.

“A Celesc não tem nos registros históricos uma ocorrência de tamanha magnitude em número de unidades consumidoras atingidas. A gente tem temporais com 300 mil unidades sem luz. Mas o evento que aconteceu ontem (…) atingiu metade da nossa área de concessão. É um evento sem precedentes pra gente”, relatou.

Segundo ele, a empresa está com uma força-tarefa na rua envolvendo eletricistas próprios e terceirados.

“Metade do Estado ficou no escuro ontem. Recuperamos primeiro ops alimentadores, dando preferência para locais sensíveis como hospitais e centros de saúde. Aí é essencial para a sociedade. Energia elétrica é perigoso e tem que ser feito com procedimentos técnicos rigorosos.

O que fazer em caso de emergência?

  • Defesa Civil: 199
  • Corpo de Bombeiros: 193
  • Celesc: 0800 48 0196

Como receber os alertas da Defesa Civil por SMS?

Para receber alerta da Defesa Civil envie seu CEP por mensagem de texto para o número 40199.

COM AGÊNCIAS

Gostou deste blog? Por favor, compartilhe :)

https://jornaltijucas.com.br/feed/
Seguir por E-mail
YOUTUBE
Leitores On Line