Dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados ( Novo Caged
) mostram que o Brasil teve uma redução de 1.144.875 postos formais de trabalho entre janeiro e maio deste ano. Os números refletem o impacto da crise do novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ) sobre o mercado de trabalho.

Os dados correspondem ao saldo entre contratações e demissões e fazem parte do chamado Cadastro Geral de Empregados e Desempregados ( Caged
), baseado nas informações enviadas pelos empregadores ao governo.


Brasil registra mais de um milhão de postos de trabalho a menos em 2020
Brasil registra mais de um milhão de postos de trabalho a menos em 2020

No mês passado, após um hiato de quatro meses sem divulgações do Caged
, o Ministério da Economia
informou que, só entre março e abril
— primeiros meses da pandemia — o fechamento de vagas (descontadas as contratações) chegou a 1,1 milhão.

Na semana passada, a pasta informou que os pedidos de seguro-desemprego — outro indicador sobre a situação do mercado
— somaram 3,64 milhões entre janeiro
e a primeira quinzena de junho
, o que representa uma alta de 14,2% em relação ao mesmo período do ano passado.